quinta-feira, 25 de maio de 2017

Fegadan será em Antônio Prado


Via Leo Ribeiro:


O Movimento Tradicionalista Gaúcho confirmou nesta semana a realização do Fegadan – Festival Gaúcho de Dança, no município de Antônio Prado, na 8ª Região Tradicionalista. Segundo o vice-presidente Artístico, José Roberto Fishborn, uma parceria com a Prefeitura Municipal e o ACTG Cancela do Imigrante está sendo desenhada para levar ao município o mais importante evento de danças gaúchas de um estilo mais espontâneo, alicerçado nas obras de João Carlos Paixão Côrtes e Luiz Carlos Barbosa Lessa. Segundo projeções iniciais, o evento deve acontecer nos dias 14 e 15 de outubro, juntamente com a Fegachula – Festival Gaúcho de Chula.
As categorias contempladas são Danças tradicionais (mirim, juvenil, adulta, veterana e xiru) e Danças Birivas do Tropeirismo Gaúcho. Paralelo ao concurso principal também haverá competições de Indumentária mais autêntica, Musical mais autêntico e mais fiel aos temas apresentados e Melhor acampamento.
Segundo o presidente do MTG, Nairo Callegaro, a entidade busca consolidar um novo modelo de parceria com entidades e gestores públicos, de forma a garantir a sustentabilidade dos eventos.
Mais novidades em breve.

Sandra Veroneze
Assessoria de Imprensa MTG
51 9370 0619

Divulgada lista de avaliadores artísticos habilitados pelo MTG

via Leo Ribeiro:


O Movimento Tradicionalista Gaúcho divulgou, nesta semana, a lista de avaliadores habilitados para atuarem em eventos artísticos. O comunicado partiu da vice-presidência artística, coordenada por José Roberto Fishborn e está disponível no link
No total, são 26 avaliadores, indicados pelas coordenadorias regionais, que recentemente passaram por uma bateria de cursos e avaliações, qualificando-se para exercer a função, nos quesitos interpretação, harmonia e correção.
Foto: Deivis Bueno

Sandra Veroneze
Assessoria de Imprensa MTG
51 9370 0619

​Organização do Acampamento Farroupilha em estágio avançado

 
Clique na foto para ampliar
Faltando pouco mais de três meses para o Acampamento Farroupilha de Porto Alegre, o Movimento Tradicionalista Gaúcho trabalha em ritmo acelerado. O presidente da entidade, Nairo Callegaro, comemora o estágio avançado da organização do evento, amplamente debatida e alinhavada com a Administração Municipal de Porto Alegre.
“Todos sabemos que não haverá aporte de recursos financeiros públicos, mas isso não nos intimida”, afirma o presidente. Até o momento, segundo ele, patrocínios já foram captados e aproximadamente 70% da programação cultural e artística do Acampamento está definida. Segundo ele, estão também garantidas as atividades para o público infantil e também apaixonados pelas lides campeiras. 
Para realização dos desfiles temático e tradicional as equipes de trabalho estão se reunindo e definindo detalhes. “Não estamos medindo esforços para oferecer um grande espetáculo e a parceria da prefeitura em tudo que toca regulamentações e cessão da área nos dá bastante tranquilidade para trabalhar”, afirma.

VOLTAMOS DAS FÉRIAS

sexta-feira, 5 de maio de 2017

1ª Região Tradicionalista realiza o ENESPA


           Contando com a participação em massa de suas subcoordenadorias, a 1ª Região Tradicionalista, através de seu departamento cultural, capitaneado pela Vera Lucia Menna Barreto, realizou na noite desta quinta feira, 04 de maio, mais uma etapa (valendo pontos) do ENESPA.
Fotos Gabriel Soares
            Rogério Bastos foi o palestrante com o tema: "Gestor Cultural - Construindo entidades sólidas", pois hoje, muito mais que ser patrão, temos que ser gestores. E para termos sucesso precisamos gerir nossa entidade em tempo real, no exato momento que a informação chega, transformando a informação em ações reais, em conhecimento. 


         O ambiente de CTG, que refaz nas cidades o grupo local, conforme conceito de Barbosa Lessa,  interessa às famílias que buscam afirmação social e convivência harmônica.
Fotos Vera Otton
         Conhecendo e agindo sobre os pontos fortes e fracos de nossa entidade poder-se-á identificar as ameaças e as oportunidades. Qualquer ação de comunicação só gera resultado quando é organizada a partir de um planejamento estratégico que defina claramente os objetivos de comunicação. E costumamos nos comunicar muito mal.
         Por isso o Coordenador da 1ª RT, Luiz Henrique Lamaison promoveu o evento que contou com a participação de seus vice-coordenadores, diretoria  regional e os patrões.